Tô Dando Pro Meu Patrão No Banheiro Do Bar E O Corno Nunca Vai Descobrir

Tô Dando Pro Meu Patrão No Banheiro Do Bar E O Corno Nunca Vai Descobrir

Tô Dando Pro Meu Patrão No Banheiro Do Bar E O Corno Nunca Vai Descobrir

Agora entrei pro clube dos cornos.

Pedro me deu um abraço e pude sentir seu pênis ereto por dentro das calças… Sérgio, por fim, acabou me dando um beijo no pescoço, como se quisesse me agarrar ali mesmo… mas ficou somente nisso. Inacreditavel ! Como ele teve Cara pra fazer isso ? Sera que ja estava bebado ? Mais não importava muita a sua sanidade porque a minha ja tinha se esvaido naqueles olhares profundos, eu fechei minhas pernas rapidamente subi meu corpo todo e parei reto na sua frente, sem tirar suas maos de meu quadril: “sabe que a gente e Irmão ne Claudio ?”Ele so maneou a cabeca confirmando sua lucidez total, mas por dentro eu morria de medo e Tesão, e se alguem descobrir ? Eu ja estava me sentindo culpado pela minha opção imagine agora incesto !Ele susurrou no meu ouvido: “sei que voce quer, percebi enquanto a gente bebia, daqui não sai. Eu nunca tinha feito aquilo antes, mas estava gostando muito de fazer, aquela cena era muito excitante.

PODIA ATÉ SENTIR O CHEIRO GOSTOSO DA BUCETINHA JOVEM E DO MEU ESPERMA QUE ESTAVA NELA, FIQUEI OLHANDO BEM ENTRE OS BEICINHOS E DEREPENTE COMEÇOU UMA VERDADEIRA CASCATA DE LEITE A SAIR DA VAGINA SATISFEITA, A RACHA FICOU BRANCA E COMEÇOU A ESCORRER EM DIREÇÃO AO SEU CUZINHO, ELA SENTIU QUE ESTAVA ESPULSANDO O LEITE E QUIS LEVANTAR-SE RAPIDAMENTE COM MEDO DE SUJAR OS LEN´CÓIS DA IRMÃ, MAS EU NAÕ DEIXEI, PODE FICAR TRANQUILA AMOR EU GOSTO DE VER O LEITINHO SANINDO, TENTE COLOCAR TODO PRA FORA, ELA DEITOU-SE NOVAMENTE RENCOLHE AS PERNAS FICANDO COM A BUCETINHA BEM ABERTA DIIXOU QUE ESCORRESSE LENTAMENTE O LEITE AINDA QUENTE, DE VEZ ENQUANDO SAI MAIS E MAIS, ASSISTI AQUELE ESPETACULO QUE TAMBEM ADORO, QUANDO VI QUE ELA DEVOLVERA TODO O NECTAR QUE EU DEPOSITARA DENTRO DA SUA BUCETA, LEVANTOU FOI PARA O BANHEIRO, EU FIQUEI ALI DEITADO, HAVIA CONSGUIDO REALIZAR UM SONHO, COMER UMA NINFETINHA COM UNIFORME COLEGIAL.

Eu já estava meio desesperada, já eram 21hrs45 e eu ainda estava aqui , no prédio aonde eu trabalhava, graças ao projeto enorme que o babaca do meu patrão havia colocado para eu e o Guilherme resolvermos até amanhã.