Socando a rola na garganta e depois no rabo

visualizações

16 min

Categoria:

Tag: , , , , , , , , , , , , ,

Socando a rola na garganta e depois no rabo

Socando a rola na garganta e depois no rabo

""– nossa safado, gozou? Te deixei com tesao assim? Adoro!Se fazendo revelar sua tara por cacete. Espero que gostem , pois ainda te muita coisa por vir.

Eu segurava a cabeça dela com uma das mãos e forçava o pau pra dentro da garganta dela, ela chegava a se a afogar e a fazer aquele barulho de gargarejo.

Ao lado, a Amanda saboreava a situação.

brCalmamente, comecei a alisar as pernas, e descendo minha boca até o pau, comecei a chupar cada curva da pele que via.

Ela sentava e rebolava divinamente, fazendo a rola entrar toda, agora ela parou de sentar e ficou parada só pra receber a roladas que o frade o bombou nela ate.

rsrs"Para me recompensar, deitou me na cama depois de recuperar a respiração, sentou-se na minha frente e abriu as minhas pernas com as mãos, desceu a té minha buceta, me agarrou por baixo da bunda, deu uma mordidinha na minha coxa, que me fez arrepiar toda, soprou meu grelo, lambeu devagarinho de cima pra baixo até a entrada da xereca, enfiou a língua, subiu novamente e chupou meu grelo todo como se fosse bala que até estalava na boca, enquanto eu me agarrei com seu cabelo e cada vez que gemia, puxava, achei que ele ia arrancar um tufo. Fui descendo minha mão, subi teu vestido e logo fui passando a mão na tua bucetinha e já estava molhadinha.

Eu suava, lacrimejava, babava e ele ia socando cada vez mais.

A puta sabia que eu iria gozar. O cara estava muito bem vestido e aparentava já ter mais de 40, apesar de estar em boa forma. Já chupei ele aqui em casa. a tarde passou e tanto eu quanto ela , precisávamos ir embora.

Fez uma carinha de medo, mas disse.

Peguei o lubrificante que saiu da minha buceta com dois dedos e voltei para tentar comer o cú dele.

– O que você está fazendo?– Olhando sua bucetinha, posso?– Só olhar não…– Esta é a minha Elisa!Tirou a calcinha dela e chupou-a com gosto, e vendo que o astral dela mudava por completo, ela gemia e delirava com as chupadas dele.

Ela foi falando tudo que havia por ali e depois voltaram para a pousada.