Punheta e gozada no banheiro

47 seg

Categoria:

Tag: , ,

visualizações

47 seg

Categoria:

Tag: , ,

Punheta e gozada no banheiro

Punheta e gozada no banheiro

Precisei visitar uma propriedade e ela foi comigo para avaliar o local. Segurei a mão dela e fiz ela me punhetar algumas vezes, até que ela disse que ia trancar a porta para nenhum cliente chegar. Fui ao banheiro me limpar e deixei eles curtindo, na voltei sentei a distancia para deixar ela curtir seu novo pau e foi delicioso ouvi-la incentivando ele, pedindo : “mete! Assim Mete !” ou pouco depois: “Fode Assim Fode !” Meu pau não desceu, mesmo depois de gozar a cena era tão excitante que a ereção se mantinha. enquanto empino os peitos para ele agarrar com a boca ao mesmo tempo que andamos para a cama. derrepente vejo a buceta dela molhadinha, ela havia gozada, aquilo me levou a loucura, eu estava perto de gozar tirei o pau da buceta dela, botei pra ela chupar novamente, e ai chegou a hora, gozei, de uma forma que eu nunca tunha gozado, jatos e mais jatos de porra na cara dela. Volta ele com uma camisinha do pai dele…-Vamos na cama eh melhor, eu sou cabaço ainda. Ela me respondeu de uma forma surpreendente:-Ele até é bonzinho, mas não tem a sua pegada, de quem se importa se a gente tá gostando ou não.

Quando eu tinha vinte e dois anos conheci um homem maravilhoso e me apaixonei por ele, chamava-se Eduardo e era dezesseis anos mais velho que eu, já tinha sido casado e estava sozinho naquela época. "Já dentro do camaro com vc na direção, chequei mais perto e te beijava passava a mão nos seus peitinhos e sentia eles durinhos pelo tesão que vc estava, eu te admirando e te lizando suas coxas percebo que estava toda desprotegida, estava sem calcinha, Loucura!! Loucura!! Fiquei muito louco e fui chegando mais minha mão e passei meus dedos nela e ouvi um: humm!!! uiiiiiii!!!! Senti ela bem inchada e encharcada. Ele, falando rapidamente antes que meu marido entrasse em casa, pediu que eu fosse até a casa dele depois que ele fosse embora.

ida de lésbica: A empregada ensinando a filha do patrão.