No cuzinho da esposa

No cuzinho da esposa

No cuzinho da esposa

"Chegamos ao quarto, logo fui completar a agua da banheira, quando voltei Julia e Sabrina estavam em um beijo apaixonado uma sugando a outra em um mix de desejo, paixão e muita vontade. Finalmente o Marcos ganhou uma mão, e ao invés de pedir uma peça de roupa, já que todos estavam minimamente vestidos, optou por uma pergunta:– “Paty, sempre achei sua boca muito gostosa…”, e ganhou um beliscão na coxa, da Amanda – “Alguém já gozou na sua boca?”A Patrícia ficou vermelha, as meninas riram da forma direta do Marcos e, meio titubeando, sem sustentar o olhar por muito tempo, Patrícia disse que não, que não curtia isso. – Não! Não me chama assim! Presta atenção, some da minha vida! Eu nunca mais quero te ver de novo! Pega esse seu remorso e enfia no cú, vaza!Eu gemia cada vez mais, e rebolava na sua boca e puxava seu rosto pra mais pertoNum breve momento de vazio, silencio porém movimentação em torno de minha esposa, entanto ela descansava dos orgasmos eu me posicionava pra penetra-la.

Eu vou ser bem cuidadoso, e você vai conseguir.

NOSSA TARA SE CHAMA JÚLIA>seu pau nela me fazendo ir para frente, os outros me seguraram mais forte,cair prá frente, de cara na cama e com o cú empinado, ele segurava minhae ajoelhada no chão de costas para eles, disse que seria o primeiro a meEle tem um cuzinho fenomenal , apertadinho , gostozinho , bunitinho que eu adoro fuder. Luiz, e pai bebado e feliz que os filhos são queridos por todos e trabalhadores. -Tu quer que eu bata punheta?Ela sorriu. – Me desculpe, cunhado, mas não tenho como deixar isso aqui para depois. – Vai dizer que você não gostou? – disse isso olhado em volta para ver se não havia alguém.

Pois bem, eu tenho o meu. – Olha, é meio chato eu falar isso, porque a pergunta inicial foi Quem gosta de sexo anal? E eu não gosto. Vou vicando excitada, e cada vez mais excitada.