No banheiro da ex esposa

2 min

Categoria:

Tag:

visualizações

2 min

Categoria:

Tag:

No banheiro da ex esposa

No banheiro da ex esposa

Ela foi ao banheiro e quando voltou eu ja fui beijando.

por fim chega em minha vida, Ale, o melhor negro que já vi, 1,95 de altura com 110 kg……largado sobre mim, me deixando ver estrelas e gemendo todo arregaçado……quem quizer saber mais detalhes, é só ler minhas histórias…"Pois bem, essa menina tem sido meu tormento!A todo momento ela tem provocado, sempre que pode, pois minha esposa já desconfiou, e vive de sentinela. Ficou bem empinadinha, de quatro apoiada nos cotovelos, eu contemplava a imagem no vidro. Acho que ela vai gostar do danado aqui. Não fica desse jeito não. Eu gozei com tanta vontade que comecei a fazer xixi ali mesmo,deitada no chão.

Nesta noite para minha surpresa descobri que minha esposa tinha ido mesmo sem calcinha a maluquinha, ela transou muito com o negão e depois fomos pra outro quarto da casa que tbm tinha um colchão no chão, perguntei quem posava ali e ele me disse que de vez em quando vinha um amigo pra dormir ali. A surpresa fora muito grande, e ver seu pau endurecido na boca da irmã provocou nele um arrepio. Ele é um tarado e eu quanto eu mais gozo, mais fico excitada. _ E mesmo, mas eu gosto deste cheiro pai.

Ele se mexia pouco e meu tesão aumentava cada vez mais.

passamos um tempo conversando e ela começou a chorar e deitou no meu colo, mas o cacete ja estava duro desde a hora que entramos, ela sentiu aquilo na bochecha mas nao se importou, e continuou deitada chorando, foi onde comecei as investidas e ela no começo nao queria mas depois começou a aceitar, quando ela parou de chorar, ela me atacou com um verdadeiro beijo, erao que eu mais queria fiquei surpreso e dei um beijo de resposta e comecei a acariciar seu corpo, fui tirando a sua roupa e vi um belo corpo, que coisa mais linda, tirei seu sutien ela tinha um peitinho bem lindo nem grande e nem pequeno que ja cai de boca, ela toda molhadinha quando passei a mão na sua perna fui descendo devagarzinho e ela se contorcendo e gemendo bem baixinho, quando fui tirando a calcinha dela ou melhor o fiozinho que ela estava que visão que eu tive, bem depiladinha, toda lisinha e aquele grelinho rosadinho… eu juro que pirei… cai de boca e que delicia de melzinho que ela tinha, virgem, falei pra ela que seria meu presente, ela disse que sim pois o CORNO não tinha capacidade pra ter ela virgem… ai que eu pirei de vez… comecei a ensinar ela a chupar, no começo ela deu uma mordidinha mas foi aprendendo, fizemos uma posição 69 e ela adorou, gemia muito, tirei a virgindade dela na posição papai e mamae, ela gemeu alto e me arranhou quando deu a ultima fisgadinha da virgindade e pediu pra parar esperei um pouco ela se acostumar, ela começou a rebolar e começamos nao deu 3 minutos ela gozou, coloquei ela de quatro e continuamos e a safada adorando, pedi pra ela deixar eu comer seu cuzinho ela disse que outro dia, mas insisti e ela deixou, pensa que tesão de menina, gozei dentro dela, ela ficou muito brava , mas falei que compraria o remedio pra ela, acabamos e desfalecemos acordamos por volta das 8 da manhã,tomamos um banho mais uma foda rapida e levei ela pra casa dela… mandou mensagem que nao falariamos que ela nao deveria ter feito isso, passado dois dias mandou mensagem novamente que estava com muita vontade de foder comigo de novo… proximo conto eu continuo"Os leitores e leitoras já tomaram conhecimento de duas colegas/amigas nossas do tempo de faculdade, Márcia e Marisa, as primeiras bissexuais que conheci.

Murilo tinha entrado em mim, se ele tinha me esporrado.