Loirinha tesuda de sao jose sc transando no banheiro

1 min 18 seg

Categoria:

Tag:

visualizações

1 min 18 seg

Categoria:

Tag:

Loirinha tesuda de sao jose sc transando no banheiro

Loirinha tesuda de sao jose sc transando no banheiro

""Em uma bela noite decidi ir a casa de swing com minha peguete já que éramos dois safados queria ver ela transando com outra mulher, a noite estava ótima chegamos começamos a beber uns drinks chegou casal um senhor bem aparentado e uma loira muito gostosa eu já fiquei todo empolgado eles perguntaram se éramos novos na casa de swing respondi que só estávamos conhecendo a casa e queríamos realizar uma fantasia queria ver minha peguete com outra mulher enquanto euFicava curtindo do vouyerismo , então o senhor vem aparentado já falou a realidade, que a mulher dele havia gostado do casal é que queria transar principalmente com minha peguete eu já logo fiquei com o pau latejando mas como tudo que é bom dura pouco tinha uma condição que para transar com a mulher dele eu teria que comer ele primeiro na hora acabou o tesao e não quis aceitar essa condição pois não é a minha praia nada contra quem curte minha peguete porém ficou doidinha para sair com a mulher porém não foi naquela noite que iria rolar. Ele me olhou com uma cara de tesão que fiquei tesuda com aquilo. Nos limpamos de forma bem rápida e Nathan com muita pressa sai do banheiro. Bom gente eu vou contar um pouco pra vses como foi a minha primeira vez,tudo começou quando eu tinha uns 15 pra 16 anos quando meus amigos resolveram fazer uma festa surpresa pra mim, é tinha uma menina da minha escola q sempre foi o meu sonho de consumo,loirinha,dá minha idade tbm, mas dps de ver q ela era uma das convidadas meu aniversário ficou melhor ainda, diante de umas doses aqui outra ali, ficamos chapados e eu pedi pra ficar com ela, no entanto quanto eu e quanto ela eramos virgens,já muito loucos, fomos pra fora da festa pra termos mais privacidade, mais a vontade comecei a beijar ela, dar chupoes, e percebi q o negócio tava ficando quente, ela tava com uma saia e resolvi colocar a mão na sua buceta no momento por cima da sua calcinha, percebi q ela nao esboço nenhuma reação, e fui mais fundo, coloquei a sua calcinha mais pro lado e devargazinho fui enfiando meu dedo na sua buceta, ela se contorcia de tanto tesão, gemendo baixinho e como a sua bucetinha ja molhada ela flo q queria ir pra as alturas, com um pouco de vergonha ela foi pegando no meu pau q naquele momento já estava duro, tava mto bom qnd ela me flo q queria conhecer o meu quarto, como estavamos na festa resolvi subir em casa q é poucas quadras da onde estavamos, quando chegamos no meu quarto comecamos a nos bjar, e o clima começou a surgir novamente e int falei pra ela tira a roupa, sem pensar duas vezes ela tirou, seios médios, um rabo de dar inveja pra qualquer menina da nossa idade, quando ela tirou a calcinha q já estava molhada, aquela buceta rosinha esperando a minha rola arrombar, ela tirou o meu pau pra fora e começou a mamar mesmo sem experiência, tava mto bom, aliás ela era sonho de consumo de mtos mlks na escola,assim q ela parou de me mamar eu fui comecei a chupar ela, ela não tava aguentando mais de tanto tesão, prestes a gozar, senti um líquido quente descendo pra minha boca e naquilo senti o sabor puro da sua buceta q chegava a piscar de tanta vontade de ter uma pica dura pra dentro dela, qnd eu coloquei só cabecinha ela já sentiu q poderia uma das melhores noites já q eramos virgens, ela sentou no meu colo fazendo com q o meu pau entrasse pra dentro dela, começamos devagarinho e fui aumentando a velocidade, e no vai e vem senti q iria gozar, nunca tinha sentido nd igual, quando a porra já tava pra sair ela comecou a punhetalo direção da sua boca, gozei e ela engoliu td foi mto bom, tivemos outras oportunidades de se pegar já com mais experiência– Rebola Nina, rebola que eu gosto assim.