Fiestacasaldf: esposa fazendo anal e chorando

visualizações

1 min 44 seg

Categoria:

Tag: , , , , , , , ,

Fiestacasaldf: esposa fazendo anal e chorando

Fiestacasaldf: esposa fazendo anal e chorando

Me entreguei totalmente aos meus pensamentos vadios só imaginando aquele homem fazendo mil coisas comigo ali.

Fiquei atônito, depois de ver tudo voltamos para a parte da frente e disse que enviaria um relatório na segunda por e-mail dizendo tudo o que era necessário para deixar tudo perfeito, o gerente agradeceu e disse que aproveitássemos a casa a vontade e se retirou eu ia dar a idéia de sair dali quando a Cida disse que queria entrar num cubículo daquele e transar comigo, não achei a idéia ruim e voltamos para o tal labirinto e achei logo de cara um cubículo e ia entrando quando a Cida de puxou para outro entramos e fechamos a porta e a cortina, e comecei a dar uns malhos nela ela estava doida de tanto vinho e meio que tomada por uma vadia vai e já foi tirando meu pau para fora e começou a chupar com gosto (coisa que fazia com cara de nojo), ficou peladinha e ficou de 4 e mandou eu comer ele com força, tenho um pau meio grosso e ela sempre reclamava que doía só que desta vez mandou socar com força, e eu gostando da doidinha que tinha aflorado ali aproveitei o soquei a pica e estava ali dando vigorosas estocadas quando vi ela abri a portinhola de um buraco na sua frente, continuei socando e para meu espanto no buraco surge um pau duro, fiquei olhando aquilo sem entender porra nenhuma e pasmo que ela agarrou o pau do dito e começou a punhetar dizendo que pau gostoso e coisa e tal, ai ela fala para o casa colocar uma camisinha e o cara tirou o pau e depois de instantes recolocou o dito agasalhado e ela tirou meu pau da boceta dela e se posicionou e socou o pau do cara na boceta e gritava que ele tinha um pau gostoso, eu sem acreditar fiquei olhando aquele cena e ela me puxou e enfiou meu pau na boca dela e começou a chupar feito louca e ela mesmo bombava a bunda no tal buraco com o pau do cara, essa mulher alucinou assim que o cara tirou o pau ela abriu mais duas portinholas e ficou olhando de costas para mim eu nem quis saber queria algo dela a muito e ela sempre fazia frescura, enverguei ela e apontei meu pau no cu dela e comecei a empurrar para meu espanto ela deixou, só que o rabo dela era muito apertado ou virgem até vai mais diante do que eu tinha acabado de presenciar não tive a menor dó e comecei a forçar a bichinha urrou quando a cabeça entrou mais não pediu para tirar e eu fui enfiando, quando eu vi nada mais nada menos 3 caras enfiarem o pau pelos buracos praticamente ao mesmo tempo e para meu espanto ela pegou um em cada mão e começou a punhetar e tentou abocanhar o outro mais eu impedi, ai era um pouco demais.

Eu na minha eles discutindo o cara sai xingando muito ela, ela vem agradece chorando e quando ela vai sair falo para ela sentar e servi uma água, ela fala que havia conhecido o cara mais cedo e o cara morava por ali e queria transar com ela mas ela não estava afim, passou um vendedor ela comprou mais uma cerveja, ela se falou que se chamava Denise (fictício) conversa vai conversa vem já eram 3 da manhã e ela falou que iria para o ponto para casa, ofereci uma carona, como toda vez que passava alguém vendendo cerveja ela comprava estava bem embriagada, tive que carregar o isopor e ela, chegando no carro abri o porta malas para guardar o isopor e ela fala que precisava fazer xixi abaixou na minha frente colocou o short para o lado e começou a urinar de boa e falando comigo, quando ela foi entrar falei só para ela limpar os pés devido a areia, ela esticou um pé e falou limpa pra mim, eu limpei ela de pernas abertas e começou a alisar o short por cima da buceta, depois limpei o outro ela sentou normalmente e saímos.

Já eram onze horas da noite quando minha esposa chegou em casa, minha esposa é uma mulher muita parceira , a mais parceira do planeta, então ficamos nos 3 tomando e vendo esportes na TV.