ESPOSA PUTA DANDO O CU E CORNO NARRANDO

3 min

Categoria:

Tag:

visualizações

3 min

Categoria:

Tag:

ESPOSA PUTA DANDO O CU E CORNO NARRANDO

ESPOSA PUTA DANDO O CU E CORNO NARRANDO

Minha namorada Akemi e a loirinha gostosa da Helen se entre olharam, começaram a tirar a roupa e se ajoelharam do lado da DeboraMinha namorada olhou pra gente apontou e disse:– Esses são os trés cornos da festa e nos somos as putas. Ele ficava falando, me elogiando, narrando os pensamentos dele e os meus, a voz dele me enfeitiçava.

Lanchamos e após ficamos conversando, durante essa conversa coloquei a minha mão sobre a dela fazendo carinho bem de leve, pude perceber o seu tom de voz mudando com esse carinho, depois de alguns minutos sugeri que já estava tarde e que precisávamos ir, antes que seus pais percebessem sua ausência, porém ela me disse que ainda teria tempo, já que disse estar na casa de uma amiga e que voltaria tarde de Uber.

Caio deitou no sofá e eu sentei devagar naquele cacete gigante, sentia entrar devagar quase me rasgando, doía um pouco, mas logo relaxei e galopava com tudo e sentia aquele pau indo fundo, minha bunda estava pra cima e de repente Pedro veio com tudo e com força enfiou todo o seu pau no meu cuzinho agora não mais virgem, quase desmaiei de dor e tentei sair dali mais Pedro ficou em cima de mim me segurando e eu não conseguia me mexer, ficamos parados ali e eles me falando pra acalmar que logo a dor ia virar prazer e não é que eles estavam certos, depois de algum tempo já estava relaxando e Pedro começou a bombar devagar e aquele dois cacetes enormes dentro de mim foram me dando cada vez mais prazer, depois de um tempo eu já estava gritando:– Mais forte, fode gostoso esse cuzinho virgem. Quando foi um dia eu recebi um ligação de uma tia minha que eu não havia a muitos anos já uns 20 anos, me pedindo para receber por uns 15 dias um primo meu que eu nem conhecia, mais também não tinha como negar ela me ajudou muito na minha juventude, conversei com minha esposa, nossa casa e grande e só mora eu e ela, mais a gente tem uns costumes já formados de andar pelados em casa,andar bem a vontade, e com outra pessoa junto seria um problema, mais eu disse a ela que só seria por 15 dias, acabou concordando.