Comi A Japinha No Banheiro Da Academia

41 seg

Categoria:

Tag: ,

visualizações

41 seg

Categoria:

Tag: ,

Comi A Japinha No Banheiro Da Academia

Comi A Japinha No Banheiro Da  Academia

Nas provas bimestrais do 2 bimestre começamos nossa odisséia.

A tarde saímos as compras para comprar roupas novas para a ocasião e especialmente lingeries especiais para o nosso novo amigo.

Então ela continuou,beijando minha nuca numa leveza que me arrepiou completamente,depois deu uma leve puxada no meu cabelo me fazendo ficar ofegante,ela percebeu que eu estava gostando me olhou e abocanhou meus seios,que boca maravilhosa,me chupou maravilhosamente,deixou os biquinhos durinhos,enquanto passava seu corpo sobre mim ela desceu com a boca pela minha barriga e eu comecei a me contorcer toda e comecei a querer gemer um pouco mais alto,ela me olhou e colocou a mão na minha boca e disse que eu poderia chupar os dedos dela ou morder pra não gritar. Após algumas horas já depois de ver bastante coisa comecei a conversar com uma japinha bem gordinha na fila da lanchonete.

Eu era muito educado com ele, e sempre que não havia ninguém perto de nós, ele também era muito educado comigo e até mesmo boa gente.

Ate que comecei a namorar uma mulher que adorava fazer estimulação da prostata em mim, e isso me gerou muita curiosidade, usava dedos, brinquedos, enfim, o que a imaginação deixasse. Coloquei-a de quatro, na beirada da cama, que visão…tinha uma buceta suculenta, mostrava as carnes brilhando com seu mel. minha cama, quando me olhou e disse em um tom safado: não tem roupas não ? E deu aquele sorriso de canto que sempre me deixou louco, eu disse que geralmente me troco no quarto mas que ia somente pegar minhas roupas no armário e iria me vestir no banheiro.

Resolvi ir em uma casa bem famosa na regiao de moema que dizem ser o bairro das casas de swing em SP, chegando la parecia uma balada normal,Mas havia uma multidão assistindo alguma coisa no meio da pista, fui até la e vi uma mulher nua com um corpo lindíssimo dançando e se esfregando nas pessoas que estavam assistindo, mas resolvi ir conhecer o resto da casa, entrei em uma porta que dava em um corredor bem longo e cheio de cabines e eu ouvia claramente os gemidos e conversas ofegantes vindo de dentro das cabines. Padre_ você me deixa tao duro. Ele dava umas tremidas e gemia bem de baixinho. (continua)minha esposa é morena, tem 27 anos, não é do tipo que faz academia, mas é bonita e sempre tem algum cara dando em cima dela.