Comendo cu da loira no banheiro

41 seg

Categoria:

Tag: ,

visualizações

41 seg

Categoria:

Tag: ,

Comendo cu da loira no banheiro

Comendo cu da loira no banheiro

Loira , olhos azuis e corpo cativante , seu estereótipo era completamente diferendo do magro , baixinho e nerd. Não demorou nem 5 segundos ela tornou a olhar de novo,eua casa, e por conta disso viajava muito, e ficaria uma semana fora do país,Sou casado a quase 20 anos, já passei dos 40 anos e sabe como é apesar de sermos muito criativos nas nossas relações, sempre perde um pouco o fogo da juventude, mas isso não quer dizer que fazemos pouco sexo, mas muitas vezes como diz aquela música, fazemos por fazer.

Chupei muito a buceta e o cuzinho dela, que gemia como uma verdadeira puta que era.

""E via que ela sempre dava uns sorrisos meio provocativos ou estava olhando pra mim ao invez deolhar pro livro que agente no caso estaria estudando.

Não apenas a sala, mas a copa também era enorme, os quartos idem, e até os banheiros eram gigantescos.

Já lhe disse para passar lá mais vezes mas ele respondeu-me que me prefere dar mais tempo para ficar mais apertada.

-Tá gostando de ver tua tia tomando a rola preta, loirinha? Gosta de ver teu macho comendo outra cadela? – Gabriel provocava enquanto via Isa quicando no tio.

Foi uma chupada por completa, mas teve algo diferente aquela noite, ela chupou minhas bolinhas e também meu cuzinho, deixando ele bem molhado, e ficou passando o dedo na portinha como se quisesse enfiar o dedo.

Como ela era pequena e leve, não tive nenhum problema em ficar nessa posição, que deixava seus seios numa altura ótima.

Depilei o saco e ensaboei o cuzinho e passei o aparelho de barbear nele e deixei lisinho e macio, depois me perfumei e me vesti, fiquei esperando sentado olhando pro celular até ele me chamar, já estava escuro e ele chamou dizendo que estava quase chegando e que era pra ir no mesmo lugar da primeira vez.

Ele pediu para eu tentar ir para academia as 7h da manhã pois é um horário bom para ficarmos mais à vontade.

Eu não queria que aquele momento acabasse nunca.

A alternativa que sempre existe, dos avós poderem ajudar, também era problemática.